Curas Ciganas

O povo cigano é grande conhecedor da natureza: da noite, das nuvens, da chuva, das estrelas, da terra, ervas, banhos, chás, unguentos e pomadas, e cosméticos. 
A lua, em cada uma das suas fases, serve para algum encantamento. E mensalmente realizam rituais de agradecimento á “madrinha” lua! Eles respeitam o destino e dizem comumente frente a algum acontecimento sem explicação lógico: “Estava escrito nas estrelas”. 
Conhecer as ervas para curar é fundamental para o povo cigano, nômade, tão longe às vezes de médicos e farmácias.
Os ciganos acham que o homem é uma árvore e quando falam das pernas das suas mulheres se referem a elas como “as raízes da árvore que um dia trarão a vida”. 
Aprenda algumas antigas receitas de cura. 
  •  Cura com argila: a argila só pode ser colhida com colher de pau, na lua cheia. Deverá ser seca sobre treliças de madeira e nunca guardada em sacos plásticos ou recipientes com tampa, já que mesmo quando seca ela deverá respirar. A argila assim pode ser guardada por muito tempo e usada em forma de pó em máscaras para beleza; adstringente para pele com acne; e cicatrizante para ferimentos.
  • Coentro para a beleza da pele: Fazer um preparado com água fervendo e um bom punhado de coentro e algumas folhas de hortelã. Lavar com esta água o rosto três vezes ao dia. Pode fazer e guardar na geladeira.
  • Para a proteção do sol: Se estiver longe de lugares para comprar protetor solar e tiver que ir ao sol, faça como as ciganas, corte um pepino em rodelas e vá passando pelo rosto, colo e braços. E aproveite o sol! LEMBRE: “ter” que ir ao sol por necessidade, em viagens ou para colher alguma coisa, não é a mesma coisa que se “expor” ao sol. 
Anúncios

Ciganos dançando com a natureza

Para facilitar a interação Terra/Céu, os ciganos dançam descalços.
Há uma variedade de danças: do lenço, do punhal, da fogueira etc.
O que se pode verificar, porém, é que a cigana, embora tenha movimentos aparentemente sensuais,ela é pudica, e jamais veremos além de seus tornozelos nos seus rodopios e meneios.
Para evitar acidentes durante o bailado e coreografias,as ciganas usam sobre-saias até em número de sete.
Daí, ciganas estereotipadas como as das novelas e filmes nada têm a ver com a realidade.
Na dança, o cigano procura desenvolver uma relação telúrica, conectar-se com a natureza e deixar fluir para a superfície física do ser, todos os sentimentos mais íntimos.
Assim, nota-se perfeitamente o sinal de êxtase de uma cigana ao rodopiar e fazer seus movimentos gentis, ao sacudir seu pandeiro ou ao som do atrito das castanholas.
Para os ciganos, dançar é celebrar a vida e se ligar a Deus.

Os Ciganos que participaram na História Mundial

Charles Godfrey Leland

Nasceu na Filadélfia, Pensilvânia, em 15 de agosto de 1824. Poucos dias após o seu nascimento, uma velha ama holandesa levou-o ao sótão de sua casa e realizou um ritual. Ela colocou seu seio sobre uma Bíblia, uma chave e uma faca e, então, pôs velas acesas, dinheiro e um prato com sal sobre a cabeça. O propósito do rito era que o menino vencesse na vida e tivesse sorte para ser um escolástico e um sábio. Ele cresceu como uma criança fascinada pelo folclore e pela magia, e foi presenteado com histórias e contos de fantasmas, bruxas e fadas.
A família, sendo próspera, vivia em uma casa que possuía empregados e, com um deles – uma imigrante holandesa -, ele aprendeu a respeito de fadas, e com outro – uma negra que trabalhava na cozinha -, ele aprendeu a respeito de vodu. Mudando-se para a Inglaterra, em 1870, Leland começou seu estudo acerca de ciganos ingleses e era particularmente interessado no folclore deles. Com o decorrer do tempo, ganhou a confiança do “Rei dos Ciganos” na Inglaterra, Matty Cooper.
Com Cooper, Leland aprendeu a falar o romani, a língua dos ciganos, embora isso tenha ocorrido muitos anos antes de o povo cigano tê-lo aceito como um deles. Durante esse período, ele escreveu seus dois livros clássicos a respeito dos ciganos e estabeleceu-se como a autoridade máxima nesse assunto. Em 1888, tornou-se o primeiro presidente da Sociedade da Sabedoria Cigana.
Leland foi um escolástico, folclorista e autor que escreveu inúmeros livros clássicos a respeito de ciganos ingleses e bruxas italianas. Isso inclui Etruscan Roman Remains, Legends of Florence, The Gypsies, Gypsy Sorcery e, entre estes e outros, destaca-se Aradia: O Evangelho das Bruxas (lançado pela Madras Editora). Charles Godfrey Leland desencarnou em 2 de março de 1903.

Washington Luís Pereira de o Souza – Rio de Janeiro (1926-1957)

Presidente do Brasil (15/11/1926-24/10/1930), foi o último presidente democrático da República Velha. Ele pertenceu a uma família de ciganos Calon. Libertou os prisioneiros políticos e parou o toque de recolher que estava em vigor quando ele assumiu o governo. Era o escritor e historiador, e depois do retorno do exílio foi eleito membro da Academia Brasileira de Literatura.

Juscelino Kubitschek de Oliveira – Minas Gerais (1902-1976)

Presidente de Brasil (31/1/1956-31/1/1961), pelo Partido Democrático Social (esquerda moderada). Seu avô era um cigano Tcheco, Jan Kubícek, nascido em Trebon, Bohemia. Durante o governo dele não havia os prisioneiros de consciência. JK (como ele é normalmente conhecido) transformou o Brasil em um poder industrial, fundou a indústria do automóvel e desenvolveu a construção de estradas ao longo da nação. Sua melhor realização foi a fundação de Brasília.

Juan de Dios Ramírez Heredia y Montoya – Espanha – (1942)

O jornalista e escritor, foi o primeiro membro Cigano do Parlamento europeu (1994-1999), para o Partido Socialista. Em 1995 ele foi designado membro Honorário do Conselho da Vida Européia, depois de ter sido o membro da Assembléia de Parlamento desde 1983. Em 1996 ele fundou o Unión Romaní que é a principal associação cigana na Espanha. Ele é o autor de várias publicações que lidam com assuntos sociais como também idioma de Romany e gramática.

CHARLES CHAPLIN – Reino Unido
(1889 -1977)

Charles Spencer Chaplin, seus pais eram os artistas de música de saguão.
Ele se sentia fortemente identificado com os judeus e se manifestou em defesa das pessoas judias. Sua mãe chamava-se Hannah Smith, era cigana do clã Romanichel.

Elvis Presley – USA – (1935-1977)

Não é necessário explicar quem foi Elvis Aaron Presley. Talvez o que é menos conhecido dele é que os antepassados entravam na Alemanha em princípios de o 18º século e o sobrenome original era Pressler. Eles eram ciganos do clã Sinto , também chamados de “Chicanere” ou “Melungeons”. Também sua mãe era do clã Romanichel, pois possuía o sobrenome Smith.

Texto de AMARANTHA THALVIL

Rituais Ciganos

                         Ritual Cigano para atrair dinheiro para sua casa

1 punhado de folhas de louro (seco)

1 punhado de erva-doce (seca)

1 recipiente para queimar as ervas

Como Fazer:

Faça uma defumação com as folhas de louro e erva-doce, dos fundos de sua casa, até a porta da frente, dizendo:
“Que esta casa tenha sempre dinheiro e fartura”.

Ritual Cigano para o trabalho

1 maçã vermelha
2 pregos novos

Como fazer:

Obs: Ideal fazer este encanto numa sexta-feira 13.
Pegue a maça vermelha e crave os dois pregos em pontos opostos da fruta. Vá até uma árvore, que poderá ser até em sua residência e enterre-a aos pés da árvore, mas não esqueça de marcar bem o local. É importante que durante este ritual você tenha o pensamento centralizado em seu desejo e necessidade de um emprego. Quando você conseguir o emprego, desenterre a maça, guarde os pregos, como um amuleto de proteção do seu trabalho e a fruta jogue no lixo.

Ritual cigano para o amor

1 maça vermelha
1 pires ou prato branco
1 rolinho de fita vermelha
2 colheres de mel de abelha

Como fazer:

Corte a maça no meio (de cima para baixo). Escreva num pedacinho de papel o nome de seu amor e coloque o papel no meio das duas partes da maça. Coloque o mel junto ao papel e feche a maça. Com a linha vermelha envolva toda a maça(envolva-a com a linha) e coloque num pires ou prato branco. Deixe num local escondido de sua casa durante 7 dias. No oitavo dia coloque a maça com o prato no jardim.
Se você ainda não tem um pretendente, coloque no papel um amor de verdade” assim com certeza você vai encontrar alguém muito especial.

Ritual Cigano para a saúde 

1 dente de alho
1 pedaço de papel com o nome das pessoas que moram em sua casa

Como fazer:

Enrole o dente de alho com o papel que tem o nome das pessoas que moram em sua casa, depois envolva tudo num plástico transparente, por fim, prenda com fita adesiva num quadro de sua casa. É muito importante que durante o ritual você peça a proteção de Santa Sara.

Ritual Cigano para esquecer um amor

1 pedaço de papel branco

Como fazer:

Numa noite de domingo, escreva em um papel branco o nome da pessoa que você quer esquecer, dobre o papel sete vezes, enterre-o em um jardim e jogue sete punhados de terra sobre ele, dizendo: “Que a força desta terra cubra os meus pensamentos e eu esqueça o fulano”. Em sete semanas a pessoa não fará mais parte dos seus pensamentos amorosos.

Como o Cigano expulsa fantasmas

Os fantasmas, aparições ou assombrações, estão entre os fenômenos insólitos mais antigos de que se tem notícia. Não há uma definição correta sobre eles. O mais comum é relacionar aparições, com assombrados, que surgem em cemitérios, casas velhas. Matas, castelos e tendas ciganas. É como uma pessoa já morta que surge com as roupas que morreu. Atravessam objetos sólidos, uivam, gemem e até podem conversar com os vivos.

 

Os ciganos acreditam em fantasmas e os chamam de mullos. Geralmente os ciganos os veem a noite, quando dançam em volta da fogueira. Eles aparecem fazendo barulhos horrendos, arrastando correntes ou chorando.
 
As velhas gitanas com tochas tentam afastá-los. As crianças correm. Os kakus jogam suas espadas, seus bastões e lutam com eles. Para eles, são pessoas que mataram gitanos e continuam com seu ódio.
 
Outras vezes são aparições religiosas, ou seja, santos que protegem ciganos como a Virgem de Macarenha.
 
Os fantasmas são corpos astrais, ou seja, uma espécie de cópia do corpo humano, porém feitos de energia não materializadas. Casas e castelos assombrados foram motivos de muitas histórias de terror. Há sussurros, gemidos e lamentos. 
 
Os ciganos fazem simpatias para afastar fantasmas há séculos. E em certa época, os ciganos entraram em locais sagrados dos templários, para aprender como defender a clã.
 
Uivos, gritos, gargalhadas se escutaram. Ciganos caíam. E um Baró armou um caldeirão de fogo e pediu que eles se afastassem. 
 
A simpatia foi assim: 
 
Pegue um caldeirão e jogue álcool e fósforo na caldeira. Acenda no quintal. Espere até o fogo se apagar e ordene que o fantasma vá para o fogo. Ele vai sumir nas cinzas.
Sempre que você ouvir coisas estranhas ou sentir mau cheiro, use a força cigana; ela é eterna e sempre será.

Usos e Costumes dos Ciganos

Ao longo do tempo, após sua chegada à Europa, os ciganos foram acusados de toda espécie de crime pelas populações sedentárias, que não entendiam como um povo poderia viver com tanta liberdade, sem apego a uma terra determinada.
Além disso, da admiração inicial, fomentada, principalmente pelos líderes religiosos, iniciando-se pelo Arcebispo de Paris, quem primeiro ligou os ciganos à bruxaria, os ciganos passaram a ser vistos como verdadeiros inimigos da fé cristã, que contra eles lançou um processo sistemático de perseguição e destruição.
As lendas que ligam os ciganos aos sofrimentos da Sagrada Família, da morte das crianças em Belém, da traição de Judas e do roubo do quarto cravo foram criadas com o fim específico de jogar contra esse povo a ira cristã, já que essas lendas não resistem à mais superficial análise histórica, tratada com a seriedade com que foi elaborada a pesquisa linguística que determinou a origem desse povo.
Assim, além dessas lendas infames e destinadas a desacreditar os ciganos, outras acusações foram sendo acrescentadas. Bruxaria, feitiçaria, canibalismo e outras barbaridades foram atribuídas aos ciganos, enquanto eram sistemática e metodicamente perseguidos.

Esse comportamento ainda hoje persiste. Os ciganos ainda são relacionados a tudo de ruim que possa acontecer numa comunidade e sua chegada muitas vezes é motivo de reações até violentas da parte de cidadãos menos esclarecidos.
Associam-nos ainda a roubos, desastres naturais, como ventanias e tempestades, além de toda sorte de trapaças e falsificações. Na raiz de tudo isso encontra-se o fato inegável de que ciganos e gadjos têm modos diferentes de encarar a vida. A ignorância é a principal causa desse tratamento dispensado
pelos sedentários aos ciganos, pois não conseguem compreender esse estilo de vida.

Significado das Frutas e Flores para os Ciganos

As flores e frutas sempre estiveram presentes na vida do homem acompanhando-o durante toda a história. Dessa forma, tem fascinado povos e nações durante séculos, seja pelo encanto e delicadeza ou pela sua eficácia na expansão de energia.
Para o Feng Shui, tanto as frutas quanto as plantas são consideradas “geradores de energia”. A sua presença, em qualquer local de uma residência, deixa o ambiente mais alegre, decorado, perfumado, bonito, agradável, romântico, próspero, suave e “limpa” o local das energias mais pesadas, pois, as flores e frutas têm a capacidade de absorver as energias negativas. Por isso, escolha aquelas que você mais gosta e não deixe de enfeitar o seu lar com elas.

Veja o significado que cada uma delas pode trazer para o ambiente:

 

FLORES

  • Tulipa – Beleza e prosperidade. A amarela significa amor com esperança, reconciliação, enquanto a vermelha remete à declaração de amor.
 
  • Rosa – Eterna paixão, romantismo. A amarela significa alegria, saúde e sucesso. A branca: pureza, paz, amor espiritual. Vermelha: admiração, desejo, paixão. Champanhe: admiração, recordação. Laranja: entusiasmo, encanto. 
 
  • Cor-de-rosa: amizade, gratidão, carinho.
 
  • Orquídea – Beleza, luxúria, perfeição, pureza espiritual.
 
  • Margarida – Inocência, amor leal.
 
  • Lisianthus – Sofisticação.
 
  • Lírio – Casamento, pureza, nobreza, proteção.
 
  • Girassol – Glória, dignidade.
 
  • Gérbera – Alegria, energia, amor nobre.
 
  • Cravo – Inocência, amor leal.
 
  • Bromélias – Inspiração, resistência.
 
  • Azaleia – Elegância, felicidade.
 
  • Copo de Leite – Inocência, pureza, sagrado, paz.
 
  • Flores do Campo – Equilíbrio, ponderação.
 
  • Amor-perfeito – Amor eterno.
 

FRUTAS

  • Melão: Simboliza o sol, energia vital e a prosperidade.
  • Laranja: Afasta as energias negativas
  • Melancia: Fartura e prosperidade
  • Romã: Espiritualidade, fertilidade.
  • Morango: Amor
  • Uva Verde: Saúde, prosperidade
  • Uva Rubi: Prosperidade
  • Uva Passa ou ameixa: Progresso, sucesso
  • Manga: Sexualidade e amor incondicional
  • Pêssego: Equilíbrio, harmonia
  • Maçã: Representa a mulher e o amor, portanto sempre que oferecer maçã  ofereça também a pera.
  • Pera: Boa saúde e prosperidade. Representa o homem. Portanto, sempre que oferecer uma pera, ofereça também a maçã.
 

Significado das Frutas para os ciganos:

 

Maçã:  Aparece em todos os rituais ciganos e é usada como base de perfumes, banhos, óleos e poções. Nas festas de casamento, as mesas com toalhas vermelhas e enfeites dourados também devem ser forradas com essa fruta, pois ela simboliza o amor e a paixão. 
Casamentos sem maçãs significam que o amor não durará para sempre.
Peras: São as frutas preferidas dos ciganos, junto com as maçãs. Entre os persas, acreditava-se que o seu sabor perdurava até depois da morte. Por isso a pêra também está ligada à imortalidade e à boa saúde, além, é claro, da prosperidade, pelo tom amarelo da fruta.
Melancia: Muito presente na decoração das festas, significa prosperidade (pela abundância de sementes) e fertilidade (pela cor vermelha do seu interior).
Morango: Mais uma fruta vermelha empregada em poções de amor. A cor vermelha e o sabor da fruta dão a energia necessária para conquistar o ser amado. É utilizada também para curar desilusões amorosas, em chás e poções.
Abacates: Os ciganos não têm dúvida em adoptar frutas de outros países, desde que sejam doces. É o caso do abacate, originário do México.
Uvas: Se um cigano lhe der um cacho de uvas rosadas bem doces, saiba que ele quer se aproximar de você e ser seu amigo – ou talvez algo mais do que isso. Para eles, uvas e amizade andam sempre junto. Como em outras culturas, elas também são sinónimo de prosperidade. Os ciganos afirmam, convictos, que o costume de comer doze uvas no reveillon – uma para cada mês – é uma tradição originada entre eles, assim como o hábito de ter frutas secas na mesa de Natal.
Figo: Outro estimulante sexual (aberto, assemelha-se ao órgão genital feminino). Usado também como remédio para combater a depressão, a ansiedade e a falta de memória.´
Romã: Uma fruta muito antiga. É empregada em chás e essências, como atrativo de dinheiro e felicidade. Em banhos ou talismãs, é garantia de fertilidade.
Damasco: É a fruta afrodisíaca por excelência, vinda dos países mediterrâneos. A sua cor, o laranja, traz vitalidade, fortalecendo a energia sexual. Os ciganos transformam os damascos em óleos aromatizantes, para envolver o casal apaixonado com o seu perfume.
Amoras e framboesas: Pela cor, significam paixões arrebatadoras. As folhas de framboesa são usadas sobre o corpo da mulher, para proporcionar um bom parto. Essas frutinhas também são utilizadas como ingredientes em poções afrodisíacas.
Cereja: É uma das frutas fundamentais na decoração das mesas de noivado e casamento, pois significa o amor. Em poções e banhos, tem a função de atrair um parceiro. Os ciganos afirmam que as cerejas são diuréticas e calmantes.

Melão: Pode significar prosperidade e um casamento rico pela frente. A fruta veio da Ásia e faz parte da cultura cigana há muito tempo, muitas vezes substituindo a pêra. É usada na magia cigana para garantir a união da família.

 

Amêndoas e castanhas: No ano-novo, as amêndoas são colocadas na carteira para atrair dinheiro. As castanhas são comidas para garantir o vigor sexual.
 
 
Sempre ofereça ao povo do oriente, pedindo amor, saúde, prosperidade, fartura.Porque o povo Cigano, adora riqueza e ouro.
OPTCHÁ!!

Previous Older Entries

Orixás e entidades da Umbanda e do Candomblé.

O conhecimento da religião dos Orixás, mostrando lendas, curiosidades e mistérios da nossa religião.

Umbanda de Caboclos, Boiadeiros, Pretos Velhos, Marinheiros e todo o seu mistério

O conhecimento da religião dos Orixás, mostrando lendas, curiosidades e mistérios da nossa religião.

Ciganos, suas origens e seus mistérios.

O conhecimento da religião dos Orixás, mostrando lendas, curiosidades e mistérios da nossa religião.

Mestre Zé Pilintra

O conhecimento da religião dos Orixás, mostrando lendas, curiosidades e mistérios da nossa religião.

Rainha Maria Padilha, Exús e Pombo Giras

O conhecimento da religião dos Orixás, mostrando lendas, curiosidades e mistérios da nossa religião.

Lendas, Mistérios e Curiosidades da Religião Afro

O conhecimento da religião dos Orixás, mostrando lendas, curiosidades e mistérios da nossa religião.

%d bloggers like this: