Orientações aos Médiuns


cambonos

Todos os dirigentes espirituais deveriam ressaltar a seus médiuns e futuros médiuns que a Umbanda mantém um exército que obedecem as ordens de Oxalá. Igual ao exército da terra, os médiuns tem como compromisso assumido no seu amaci, defender os fracos, enaltecer os humildes, coibir a prepotência, tirar a escuridão dos aflitos, quem não quiser fazer isso pode se juntar aos pedintes de amor, pois quem se doa ganha, apesar de estar a cada dia raro encontrar isso.
Porém os médiuns tem que tomar certos cuidados para seu perfeito desenvolvimento, devendo cuidar de sua cultura, honrar os guias e Orixás acima de tudo, doar-se inteiramente na casa que escolheu, sem, portanto se esquecer de equilibrar sua vida profissional, social, familiar e fugir do fanatismo tão nocivo ao bem estar dos religiosos, e não impondo aos outros suas convicções.
Muitos médiuns têm dúvidas sobre as incorporações, confundindo-se as mensagens, achando que não é o espírito falando, mas sim a sua própria cabeça.
Quando o médium está preparado para seguir o procedimento de uma casa, o médium não deve se quer tentar segurar as incorporações, portanto é claro jamais esquecer o momento certo para elas também, se esta chamando o guia pelo seu ponto individual ele não deve dar passagem, exceto se for ponto de linha, ou o momento for importuno.
 
Quando um ponto está sendo para o seu guia ele mesmo já deve estar se preparando psicologicamente para receber seu guia, tendo bons pensamentos e firmando nele e se entregar sem medo.
Em dias de gira o médium deve tomar seu banho, fazer suas firmezas e adentrar no terreiro com sua mente limpa, sem sentimentos ruins, estar com sua mente livre e para aqueles que não detêm uma boa concentração, pense em seu guia e peça para ele que venha com a permissão de Oxalá e que lhe proteja e te ampare sempre.
O médium não deve julgar ou criticar seu irmão de terreiro, deve cuidar daquele que é o mais novo no terreiro por obrigação, pois ele também  já esteve nesse estágio. Ninguém é tão forte como todos juntos, a corrente é a grande força do terreiro, então não deixe essa sobre carga ficar nas costas dos chefes de terreiro.
 
Aos novos e futuros médiuns principalmente as mulheres, não há necessidade de usar roupas curtas ou justas em um terreiro, sem falar em panos transparentes, maquiagem, etc.
 
Tenha sempre em mente que um filho de Umbanda limpa o chão do terreiro como devoção e não como uma chata necessidade de faxina. Um filho de Umbanda dá melhor de si para o terreiro, pois ele sente ali no terreiro em que esta o conforto da casa de sua mãe. Um filho de Umbanda ama e respeita seus irmãos de fé, pois são seus irmãos de uma mesma mãe ou pai e sabem que por honra e respeito a ela é que precisam se amar, se respeitar e se fortalecer. Até porque ele sente que o terreiro é sua casa também onde ele encontra sua família e por isso quando não está no terreiro sente-se ansioso para retornar e sempre que lá está é um momento de alegria e prazer.
Ele não precisa aprender o que é gratidão, porque sua entrega verdadeira no convívio com sua mãe, a Umbanda e a religiosidade já ensina por observação o que é humildade, cidadania, família, caridade e todas as virtudes básicas que um filho educado carrega consigo.
Além de não ficar esperando para ser escalado ou designado por uma ordem superior para fazer e colaborar com o terreiro, ele por si só observa as necessidades e se voluntaria, pois lhe é muito satisfatório agradar sua mãe a Umbanda. E nunca se esqueça de que os guias que se manifestam na Umbanda precisam mais do seu templo mediúnico (a mediunidade em si), do que o personalismo e o abstracionismo) que faz com que a paramentação seja mais importante que a manifestação do espírito para a caridade e evolução.
 

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Orixás e entidades da Umbanda e do Candomblé.

O conhecimento da religião dos Orixás, mostrando lendas, curiosidades e mistérios da nossa religião.

Umbanda de Caboclos, Boiadeiros, Pretos Velhos, Marinheiros e todo o seu mistério

O conhecimento da religião dos Orixás, mostrando lendas, curiosidades e mistérios da nossa religião.

Ciganos, suas origens e seus mistérios.

O conhecimento da religião dos Orixás, mostrando lendas, curiosidades e mistérios da nossa religião.

Mestre Zé Pilintra

O conhecimento da religião dos Orixás, mostrando lendas, curiosidades e mistérios da nossa religião.

Rainha Maria Padilha, Exús e Pombo Giras

O conhecimento da religião dos Orixás, mostrando lendas, curiosidades e mistérios da nossa religião.

Lendas, Mistérios e Curiosidades da Religião Afro

O conhecimento da religião dos Orixás, mostrando lendas, curiosidades e mistérios da nossa religião.

%d bloggers like this: