Exú não é Diabo

Exú não é diabo.

 
Exú é o primeiro nascido da existência e, como tal, o símbolo do elemento procriado. Mensageiro dos Orixás, elemento de ligação entre as divindades e os homens, a um tempo mais próximo do mundo e mais perto do elevadíssimo espaço celeste por onde transita Orunmilá, é um Orixá, é sempre a primeira divindade a receber as oferendas, justamente para que atue como um aliado e não como um rival que perturbe os procedimentos místicos desenvolvidos durante os rituais. Coerente com seu lugar mítico privilegiado, é ele que abre esse “corpus mitopoético” princípio dinâmico da existência individualizada, Exú não pode ser isolado ou classificado em nenhuma das categorias. Ele é como o axé (que ele representa e transporta), participa forçosamente de tudo.
Segundo o Ifá, cada um tem seu próprio Exú e seu próprio Olorum em seu corpo. O nome de Exú é conhecido, invocado e cultuado junto ao Orixá e é Ifá quem revela e permite-nos sabê-lo.
Exú não é diabo. A crença relacionada a esta divindade está ligada a um personagem criado por algumas religiões para personificar o mal que é chamado de diabo. O fato é que muitas vezes o que se diz que é mal, são funções naturais do ser humano.
O sexo faz parte da natureza de todo ser vivo, e algumas religiões ainda hoje pregam que o único objetivo do sexo é a procriação – daí serem contra o uso de preservativos, favorecendo desta forma a disseminação de doenças sexualmente transmissíveis.
Hoje, diversas autoridades pregam que o ser humano tem necessidade de prazer, e está cientificamente comprovado que o indivíduo que tem uma vida sexual saudável, vive mais e melhor. Sexo bem feito também é qualidade de vida, e Exú é exatamente isso. Todas as divindades dominam determinada área da vida humana. Exú domina a área mais ligada a questões materiais, o prazer, o gozo, o trabalho e também a procriação. Por isso de forma equivocada e também oportunista, foi chamado de diabo. Oportunista porque nos ritos do Candomblé tratamos o indivíduo como um todo (saúde, trabalho, família, espírito, sexo), portanto Exú estará sempre muito presente dentro desses ritos, pois não podemos separar o homem espiritual da sua realidade material. Ninguém vive bem se reza e não come, se reza e não ama, se reza e não trabalha, se reza e não tem uma vida em comunidade. Dentro dos ritos afro brasileiros, Exú tem um papel importante e sempre será cultuado, por isso nos acusam de cultuar o diabo.
Infelizmente até muitos de nossos irmãos espíritas acabam tratando assim, de forma equivocada, esta entidade maravilhosa como sendo o diabo. Quantas vezes já ouvimos alguém dizer que tem um diabo que mostra as coisas, que tem um diabo que o cutuca? As divindades se esforçam para mostrar as coisas aos seus filhos, dão intuição e são chamadas de diabo.
Diabo não existe. Foi criado para causar culpa nos homens, e desta forma fazer com que eles buscassem a Deus (nos templos das religiões que criaram tal personagem). As divindades e entidades que cultuamos são reais. Este personagem criado por homens não faz parte de nossos preceitos.

1 Comentário (+add yours?)

  1. lista de email
    Ago 28, 2012 @ 12:18:26

    this is interesting site, totally agree with you. hope to see this site keep alive. thanks! lista de email lista de email lista de email lista de email lista de email

    Responder

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Orixás e entidades da Umbanda e do Candomblé.

O conhecimento da religião dos Orixás, mostrando lendas, curiosidades e mistérios da nossa religião.

Umbanda de Caboclos, Boiadeiros, Pretos Velhos, Marinheiros e todo o seu mistério

O conhecimento da religião dos Orixás, mostrando lendas, curiosidades e mistérios da nossa religião.

Ciganos, suas origens e seus mistérios.

O conhecimento da religião dos Orixás, mostrando lendas, curiosidades e mistérios da nossa religião.

Mestre Zé Pilintra

O conhecimento da religião dos Orixás, mostrando lendas, curiosidades e mistérios da nossa religião.

Rainha Maria Padilha, Exús e Pombo Giras

O conhecimento da religião dos Orixás, mostrando lendas, curiosidades e mistérios da nossa religião.

Lendas, Mistérios e Curiosidades da Religião Afro

O conhecimento da religião dos Orixás, mostrando lendas, curiosidades e mistérios da nossa religião.

%d bloggers like this: