Cigana Iris

Iris nasceu na Índia, tem os cabelos negros lisos e compridos, de pele morena e olhos verdes, trabalha com as cores do arco-íris. E a sua cor preferida e cor de rosa, sendo a cor que atua, na sensibilidade e emoção de cada um de nós, despertando o sentimento mais, forte e puro,que é o amor.

 

Conta a lenda, que Íris tinha o poder de ler os pensamentos das pessoas, num simples olhar. Ajudava e curava apenas num toque das mãos.
Foi conhecida e adorada por toda Índia, pelo seu poder de cura, bondade e amor. Menina ainda, com os seus 16 anos de idade, tinha a responsabilidade de passar todo amor e esperança para aqueles que não os tinham.
Foi caçada por aqueles que não aceitava o seu dom espiritual, e quase queimada. Fugindo encontrou no caminho uma caravana cigana, onde recebeu abrigo, passou a viajar com os ciganos por sete anos, onde apreendeu seus costumes e rituais.
Até chegar ao Egito, e se encontrou espiritualmente, dando inicio a um novo caminho espiritual, e ao seu trabalho de caridades.
Teve como a segunda “mãe” o Egito, onde foi abraçada como “filha”, e lhe deram o nome de Íris, a grande sacerdotisa cigana. Que caminhou, sofreu, e aprendeu que os caminhos são feitos de fé, perseverança, esperança e amor.
Para quem quer lhe agradar, são oferecidos  flores do campo, rosas, champagne, água gasosa, frutas, pães e doces!
 

Cigana da Lua

Esta entidade cigana é muito querida nas giras do povo do oriente, não costuma baixar em giras que não seja específica do seu povo cigano.

Seus trajes são sempre em diversos tons de azul e só recebe suas oferendas em noites claras de lua cheia.
Esta cigana só trabalha para os amores impossíveis, adora trazer para uma pessoa desesperada aquele amor que foi embora e que nunca mais teve notícias…
Seus trabalhos sempre são simples, mais nas suas oferendas gosta de muitas fitas, flores,frutas, cigarrilhas e vinhos.
A Cigana da Lua quando incorporada dança suave sem muitas voltas… fica sempre perto da porta e quando as giras são feitas em lugares abertos só chegam em noites de lua.
Ficam sempre sorrindo mas não costumam gargalhar como suas companheiras…
Adora conversar, lêr mãos e jogar cartas…
Esta sempre dando palavras de conforto e de esperança, pois ela conhece a vida como ninguém…
 
O ponto
 
“Em noite de lua ela vem girar, em noite de lua ela vem ofertar!
Ela oferta palavras bonitas e trás o amor de volta de quem desejar!
Ela é a cigana da lua, mulher meiga do oriente que vem trazer seu brilho, sua força, seu amor e sua fé…
Ela é a pomba gira cigana da lua, que usa o manto azul de Iemanja e Oxumaré.”
 
Fonte: Espada de Ogum

CIGANA MELANI

Moça bonita e elegante, com porte de rainha, adora fazer magia de amor.
 
É muito fina e educada e adora ouro e brilhantes.
 
Sua erva é o absinto, um planta originária da Europa Central e Meridional.
 
No século XV, na Inglaterra, essa cigana fazia uma porção mágica com óleo extraído do absinto; ela garante a força para os amantes.
 
O perfume dessa erva transmite harmonia, inspiração, amor e intuição.
 
Essa cigana é pouco conhecida no Brasil, mas existem pessoas que têm em sua aura essa moça elegante.
 
A fase da Lua mais forte para essa cigana é a crescente.

Cigana Dalila

*Em passagem por este plano, a Cigana Dalila gozou de vida breve, partiu por volta de seus 19 ou 20 anos. Desde criança a meiga Cigana havia sido prometida para um cigano conforme os costumes de seu povo, entretanto, pouco antes de seu casamento, foi picada por uma cobra próximo ao seu acampamento e agonizou por longas horas. Ao ser encontrada desfalecida, todo seu clã se reuniu para tentar salvá-la, mas não houve kakus (feiticeiros), benzeduras ou rezas que conseguissem mudar tão triste sina, era sua hora.

 

 

Quem trabalha com esta Cigana sabe o valor da luz, alegria e espontaneidade que a mesma transmite. É leve, gosta de dançar e saltitar quando incorporada, apresenta-se com ares juvenil. Tem preferência por cores suaves, mas não dispensa o colorido. É faceira, porém deixa os médiuns à vontade quanto aos acessórios e vestimentas. Não costuma pedir bebida, contudo, se a oferecem vinho, ela toma com prazer. Ao ser solicitada para fazer magias a Cigana Dalila chama pelo espírito de seu amor para que trabalhem juntos. 
 
Diz gostar de ler cartas, mãos e de tocar banjo para harmonizar os ambientes em que ela aporta. Em consulta, ensina banhos de limpeza espiritual e dá dicas de simpatias para o amor, apregoando a fé em Santa Sara Kali. Quando ouvida a respeito de sua encarnação passada, Dalila conta que seu prometido fazia-lhe serenatas ao som de violinos à beira de uma fogueira, e em retribuição ela mostrava a banjoísta que era, dedilhando suavemente pelas cordas de seu instrumento que somente ela tocava em todo seu grupo.
 
As cores de velas da Cigana Dalila podem ser rosa ou amarela. Satisfaz-se quando recebe baralhos em oferendas ou alguma peça de valor afetivo da pessoa que está pedindo seu auxílio. Da mesma forma fica contente quando ganha fitas coloridas e pandeiro em forma de lua.
 
Valéria Fernandes
Pintura Cigana de Egron Lundgren

 

Cigana do Egito/Cigana Flor de Lótus

Cigana Flor de Lótus ou Cigana do Egito, em todas as suas incorporações, usa em seu braço esquerdo, uma pulseira e um bracelete de ouro.
Veste-se com roupas de tecidos transparentes, túnicas e saias separadamente, de pouco falar e de muito exigir.
Reza a sua Lenda, que foi abandonada por sua mãe, e que viveu até os seus 16 anos de idade, como escrava de um Faraó.
Desencarnou com uma doença grave de pulmão, hoje conhecidamente como Tuberculose.
Quanto aos seus restos mortais, o que impressionou, foi o fato, de que apesar de ser sepultada como simples escrava, seus olhos e seu útero, permaneciam intactos.
É a Cigana que cura os problemas de visão, e dá fertilidade as mulheres estéreis.
Viveu na era Antes de Cristo.
Fato que faz com que ela tenha alguma rejeição em relação ao Cristianismo.
 
Descobrir o Segredo da Flor de Lótus é antes de tudo, não ter medo do que terá que enfrentar.
A Flor de Lótus é a certeza que precisamos de tudo e de todos para existirmos, ou seja, por mais que pareçamos independentes, só existimos porque as coisas em nossa volta existem.
Algumas vezes sozinho, mas nunca solitários. Outras vezes triste, mas nunca deprimidos.”
Tantas vezes quis
Tantas vezes pedi
De nada adiantou
Precisei olhar para cima
Acreditarem mim
E eu sorri para o sol
Para a lua
Bem disse a chuva
Bem disse aos ventos
Areias escaldantes
Queimaram meus pés
E assim aprendi
Que sou filha do tempo, do Faraó, de Alá, de Jeová…
E assim aprendi
A Vida é minha mãe
Mas é a Morte
Que me consola e me ampara
Quando minha mãe se despede…
Estar vivo é a grande certeza de que o
Universo conspira a nosso favor

Cigana Menina

Esta entidade chegou ao mundo astral nos seus 14 anos de idade vítima de assassinato seguido de estupro. Foi socorrida de imediato pelo povo do oriente, grande mestres e andarilhos do mundo astral… onde segue com sua caravana e seguidoras de sua entidade.

Cigana menina, gosta muito de trabalhar para o amor e sedução, pois como não teve tempo de conhecer o seu prometido quando vivia na terra, gosta de ajudar as pessoas para que tenham sorte no amor. Tem muita simpatia por ambos os sexos e esta sempre dando mensagens de amor e carinho.

 

 

Suas médiuns são sempre mulheres jovens e bonitas. Como antes do seu desencarne ela tinha cortado os cabelos por uma promessa de sua mãe a Santa Sara Khali, quase sempre seus cavalos escolhidos ou aparelhos… tem o cabelo comprido e sedoso onde ela passa o tempo todo a acariciar.

 

 

Adora receber presentes nas Campinas e estradas de chão, maquiagens e adornos são os preferidos, mais não esqueça das rosas vermelhas e do vinho branco suave, perfumes e velas vermelhas e cor-de-rosas.

 

“La de baixo da mangueira quem canta é o sabiá…

Lá de baixo da mangueira quem canta é o sabiá!

Mais seu canto é tão formoso que resisto a acreditar…

Acredito ser a ciganinha porque seus guizos ouço a tocar …

Vem cantar nos meus ouvidos como o canto do sabiá,

Vem cantar cigana menina a todo pranto vem cantar…

O assobiar desta bela jovem enfeitiça a quem escutar…

Ela é a bela ciganinha..

Que vem toda proza a prozear… “

Cigana Feiticeira…

E seu amor por um Ogum de Ronda…

Essa cigana nasceu no ano de 528, num dos vilarejos próximos de Anatólia, local hoje pertencente a Turquia. Na época, o território já havia passado para as mãos dos romanos e os cultos ancestrais eram realizados às escondidas. 
Durante o sexto século, houve muitas mudanças na região e a Anatólia passou a pertencer ao Império do Oriente, no comando da cidade de Constantinopla.
Quando nasceu, essa menina foi batizada com o nome de Yaesmed, que quer dizer: “A escolhida dos deuses”. Ela era bela, inteligente e sagaz e logo foi iniciada nos preceitos da Antiga Religião. Ela seria uma sacerdotisa do Templo dos Balcãs. Cresceu e aprendeu tudo o que a arte oculta poderia lhe ensinar. Mas, antes de entrar para a Ordem da Grande Deusa Ishtar, conheceu um soldado romano e ambos apaixonaram-se. O soldado Fulvio Cesare era filho de um dos comandantes reais do Grande Império.
Sacerdotisas jamais poderiam se casar. E soldados romanos eram proibidos de se unirem com moças de outras tribos. Os dois resolveram fugir para terras distantes, em um país chamado Índia, onde não havia a disputa religiosa. Porém, o destino lhes pregou uma peça e ambos foram pegos. Ela foi confinada no subsolo do templo em jejum absoluto, sem direito a pão ou água. Ele foi executado como traidor da pátria. Ambos morreram separados em nome do amor.
Após desencarnar, Yaesmed foi recolhida, estudou e tornou-se um espírito da Legião do Oriente, trabalhando em favor das mulheres que sofrem por amor. Fulvio Cesare, passou a trabalhar na Colônia Espiritual de São Jorge, auxiliando nos campos de batalha e nas guerras que ocorriam por toda a Europa. Ambos se encontravam às vezes no Plano Espiritual.
Hoje, eles trabalham como falangeiros do Reino de Aruanda. Ela é uma Cigana que atua na Falange do Oriente e que entende de magia, amor e cura. Ele é um falangeiro de São Jorge e que entende de lutas, de guerras e de amor.

CIGANA CRISTAL

 Cigana Cristal –  é uma grande  Cigana,  é uma Cigana menina, que desencarnou por conta de uma grave infecção generalizada, desde cedo.

A partir dos nove anos de idade, Cristal tinha vidências e previa o futuro, muitas vezes desastrosas das pessoas que a cercavam.

Até os vinte e dois anos de idade, viveu o tormento dessa Mediunidade, morando e vivendo em vários lugares.

Considerando seu apreço à beira mar e as águas dos rios.
Seus Médiuns geralmente são pessoas sensíveis, medrosas e sugestionadas.
Quem carrega a Cigana Cristal, deve se preocupar em trabalhar a alta estima, pois são muito influenciada, pela opinião de quem as cercam.

Quanto ao seu Clã, Ela mesmo não se permite falar.

DAÍ ELA CANTA ASSIM:

Foi numa noite de lua
Noite de lua cheia
Ele seduziu a mulher
E a mulher a Ele se entregou
Antes que a lua se deitasse no horizonte
Antes que o dia amanhecesse
Iniciaram a minha existência
Mas como não se amavam
Me fizeram
Sou filha da paixão
E vivo a paixão
Sem perfume vêm do mato, das ervas que seduzem.

Sua cor preferida é o rosa, suas jóias sempre prateadas ou de ouro branco, com pedras de topázio.

Cigana das Almas

CIGANA DAS ALMAS

“Vem trazendo alegria
vem trazendo mistérios
ronda na madrugada
É a Cigana Das Almas
Oh!… Cigana!
Oh!… Cigana!
Oh!… Cigana!
Oh!… Cigana!
Vem girando entre as Almas!”

Uma das primeiras entidades a baixar nos terreiros de Umbanda, por isso a confusão em torno de seu nome. A Cigana das Almas também e conhecida como POMBO GIRA MENINA CIGANA DO CRUZEIRO DAS ALMAS. 
Gosta de ser chamada de senhorita ( é adolescente, tem 15 anos); seus cabelos são claros; adora rosas amarelas; bebe água, champanhe ou sidra; 
costuma dar um nó ao lado direito da barra da saia; vem em pé e gosta de dar bastante gargalhadas.
Trabalha com uma pedra de Pirita na mão esquerda; usa um lenço estampado com predominância da cor vermelha ( com três nós: 1 em cada ponta e o outro no centro) pendurado da nuca a testa com as pontas caídas sobre os ombros)
Recebe oferendas no jardim de preferência durante o dia ( frutas); fuma cigarro ou cigarrilha ( mas o que ela gosta mesmo é de dar consulta… de bico seco ou molhado, com ou sem cigarro).
Ela costuma ensinar aos consulentes que não se deve dizer “Obrigada (o)” a um Exu. Pois, cada um tem o que merece …E diz que sempre que alguém precisar ou pensar nela, deve acender uma vela branca junto com uma rosa amarela e colocar no cruzeiro das almas, de preferência numa 2ª feira. 
Salve a Cigana das Almas!!!

Pombo Gira Sete Saias

Esta é uma das entidades mais conhecidas e queridas dentro da Umbanda e Povo do Oriente, é a cigana Sete Saias. Muitos médiuns e chefes de terreiros por falta de informação não costumam apresentar esta maravilhosa entidade com a sua verdadeira origem cigana, fazendo desta linda gira uma pomba-gira de encruzilhada. A Pomba -Gira Cigana Sete Saias é considerada a Deusa do Amor pelo povo do oriente, e a ela que as moças recorrem quando desesperadas por falta de amor. 
” A lenda conta que a Cigana Sete Saias foi apaixonada por um moço “não cigano” o que seus pais não aceitavam… e proibida de viver este amor parou de comer até vir a falecer. Quando seu corpo estava sendo preparado para velar, sua mãe trouxe suas sete saias favoritas e colocou a seus pés para poder rodar e jogar cartas nos caminhos do astral superior. A moça chegando as astral, foi recebida por Santa Sara a qual a designou a proteger e ajudar todas as moças que choravam por seus amores proibidos e impossíveis… É a esta entidade poderosa que as mais serias mandingas de amor são realizadas… e há quem diga que o que a Cigana Sete Saias Une… Ninguém separa!
Esta pomba-gira gosta de receber suas oferendas e presentes nas encruzilhadas de campo e preferencialmente as 18:00 nas sexta-feiras de lua cheia. Nas suas oferendas não pode faltar perfume de flores ou gardênia… sua velas são coloridas quase sempre vermelhas, brancas e Rosas… que são as cores que simbolizam o sexo, o amor e a tranqüilidade nas relações.

Características

 

Arma 1 punhal, 1 pandeiro, 1 par de castanholas, 1 violino e uma espada.
Bebida Champanhe
Cores azulão, vermelho, lilás,roxo e verde
Fuma cigarros, cigarrilhas
Lugar Estradas
Vela Pretas, Vermelhas, Brancas, Verdes
 

Pontos Cantados

 

Ó gira formosa tem alegria e rosa.
Na gira da pomba-gira você vem
balançar.
No balanço das pomba-giras
sete saias vem girar.

Cigana Salomé do Egito

Com cabelos longos e ondulados, e olhos profundamente negros e amendoados, Salomé traz em sua cabeça um adorno de ouro que ganhou de seu pai e no pescoço um cordão de ouro herança de sua mãe.
 
Sua voz é doce, mas sua palavra é de ferro, pois sabe mandar, mas ao mesmo tempo acolhe seus protegidos com amor e carinho, e os livra de muitas perseguições, pois esta cigana é justiceira, e luta por quem nela tem fé.Esta cigana é maravilhosa,a beleza de Salomé era marcante e exótica.
 
Excelente vidente, e tiradora de cartas era sempre procurada também por suas magias fortíssimas para união de casais que se amavam,. mas que estavam separados, para devolver a saúde à pessoas doentes, etc, e Salomé sempre ganhou muitas jóias de moedas de ouro que foram guardadas em um baú que era só dela.
Quando Salomé morreu, o povo do povoado onde nasceu lamentou muito a sua partida, pois ela se fez muito querida, e sempre passava por lá com a sua caravana, até o dia de sua morte.
 
Após o seu falecimento, o espírito de Salomé recebeu muitas e muitas orações de agradecimento, e sua alma iluminou-se de tal modo que aqueles que tem o dom de vidência logo a reconhecem pela luz que se manisfesta à distância, e o cheiro de jasmins frescos do campo.
 
Salomé cuida muito bem de seus protegidos, mas não admite mentiras ou traições, pois é muito justa. Quem tem esta cigana na aura, é extremamente intuitiva, e tem tendências a explosões de humor. Bem, a cigana Salomé tem uma força espiritual muito grande, desde menina era vidente e clarividente (ouvia espíritos), antepassados que lhe mostravam tudo o que deveria aprender.
 
 
 
 
 
Encantadora, muitos homens se apaixonaram por ela, ciganos ou não, e ela sempre ganhava muitos presente por sua beleza, mas era muito desconfiada e não entregava o seu amor à ninguém.
 
Salomé amou uma única vez na vida, mas o seu amor morreu primeiro que ela, lhe deixando muitas saudades, muita dor…
 
Dona de uma vontade de ferro quando batia o pé, nada a o movia do que queria, mas também profundamente justa, e tinha muita compaixão por idosos e pessoas doentes, e adorava crianças. Salomé era muito procurada pela força de sua magia, e ganhou muitas moedas de ouro e jóias por resolver problemas de amor, doença, e unir casais que se amavam mas que estavam separados.
 
Salomé detesta pessoas mentirosas e falsas e mais ainda pessoas “espertalhonas” que gostam de lesar os outros. Salomé inspira meiguice, mas tem palavra de ferro quando quer.
 
Suas cores são: amarelo, dourado, marrom, laranja,cobre,o amarelo claro, areia, e seus horários são sempre após o sol se por, pois ao por do sol, Salomé tem saudades de seu amor.
Espírito iluminado, alguns médiuns sentem a sua presença, com o perfume de jasmins do campo que acompanha a sua linda alma, de uma impressionante luminosidade.
Sua flor favorita é o jasmim e a rosas branca, em suas mãos, geralmente se vê uma flor de jasmim branco, ou um ramalhete de jasmins.
 
Tem a aparência de uma menina, e a sabedoria de uma mulher idosa, lindo espírito!!!
 

Montando um Altar Cigano

A importância de um altar para os Ciganos Encantado Orientais é que o altar serve como elo de ligação e comunicação entre o Cigano é o médium.Desde o momento em que existe a intenção de se oferecer um altar a um Cigano, ali se cria um elo espiritual onde quer que esteja, o Cigano que é cultuado ali sempre irá ouvir o chamado feito pelo médium diante do altar.
 
O mais importante em um altar Cigano são os 4 elementos. Para representá-los, usamos um castiçal com uma ou mais velas, representando o fogo, mesmo que a vela esteja apagada.
 
As cores podem ser qualquer uma, exceto preto e marrom. Essas cores só são usadas em certos tipos de rituais.
 
 
NÃO PODEMOS ESQUECER QUE TEMOS QUE TER A IMAGEM DE SANTA SARA KALI E DE N.Sra.APARECIDA, ASSIM COMO A IMAGEM DE NOSSOS CIGANOS ESPIRITUAIS.
 
 
Deveremos ter uma taça bonita com água. A água é simbolismo de sentimento, por isso deve ser sempre a mais pura e limpa possível (água mineral sem gás).
Essa água na taça atua como um catalisador de más energia, e quando estiver turva, deve ser jogada em água corrente e trocada, sempre por água filtrada ou mineral.
 
Um incensário, onde um incenso deve ser aceso pelo menos uma vez por semana representa o Ar, mesmo sem incenso.
Incenso floral para Ciganas(dama da noite, jasmim,, rosa etc.).
Incenso Herbal para Ciganos(canela, cravo,mirra, etc).
 
Cristais, de vários tipos, cores, formas e tamanhos; caso não seja possível ter muitos, coloque alguns escolhidos por intuição. O ideal é ter pelo menos uma pedra em estado bruto/ponta. As pedras podem ficar também num pote de vidro transparente sem tampa com água, pois a mesma potencializa a capacidade energética dos Cristais.
 
Os Cristais fecham o ciclo representando a terra.
 
Além desses elementos que são básicos, qualquer outra coisa que seja sentida por intuição, pode ser colocada : baralho cigano, leque, lenço, baú etc. As únicas exceções são Punhal – só deve ser colocado o punhal já trabalhado, ou seja , que tenha passado pela magia de um cigano, que pode ser o seu incorporado, ou de outra pessoa (alguém que fez o trabalho no punhal para você nesse caso, recomendo muitíssimo cuidado antes de aceitar).
 
Para fortalecimento de Ciganos(as), é muito bom colocar fruta no altar, pelo menos 1 vez por semana, na 2ª noite de lua cheia ou crescente, só não coloque frutas ácidas… Ciganos não gostam de sabores ácidos, pelo menos a maioria. As frutas devem ficar até um pouco antes de apodrecer, e devem ser despachada num jardim bonito.
 
Podem ser oferecido também uma taça com vinho, além da que tem água, pois o vinho é a bebida Universal dos Ciganos.
 
Flores também são bem vindas no altar as flores devem ser, cravo branco ou vermelho, girassol, lírio branco ou rosa branca(rosas em números ímpares)
As flores murchas/secas devem ser despachada no jardim onde não haja espinhos.
Não limpe seu altar na fase da lua minguante, pois isto atrapalharia sua boas vibrações como saúde e prosperidade.
 
Depois de criado seu altar, todos os dias aproxime-se dele faça a oração, mentalize a força que te acompanha. Que Santa Sara Kali e N.Sra.Aparecida ilumine nossos caminhos e nos traga muitas luzes.
 
 
CUIDE BEM DO SEU ALTAR, POIS ELE É UMA JOIA PRECIOSA QUE VC TERÁ EM SUA CASA.
 
QUE DEUS NOS PROTEJA E TRAGA SEMPRE PARA JUNTO DE NÓS CIGANOS ESPIRITUAIS TRAGAM PARA TODOS QUE ACREDITAM NESTA FORÇA.  A SUA LUZ!!!

Cigana Katiana Natasha

Cigana morena, de cabelos pretos e olhos castanhos, quando chegou à Grécia encontrou uma planta de flores lilás: a violeta.

 

É por isso que ela faz magia com a violeta para combater os espíritos maléficos.
Ela diz que o perfume da violeta espanta os invejosos do caminho.
 
Com as folhas da violeta, ela faz essências aromáticas para afastar as coisas ruins do seu lar.
 
A cigana Katiana Natasha fez sua passagem na Rússia..
 
Seu espírito nunca deixou seus descendentes, sempre emigrando com seu povo até chegar a hora de Ana nascer.
 
Sua magia, para afastar os invejosos de seu lar é assim: violeta socada e cinco folhas de violeta.
 
Ela coloca tudo numa vasilha de vidro e manda colocar em sua casa
Salve, Katiana Natasha, que é maravilhosa, pois só gosta de trabalhar para a paz.

MESTRA PAULINA UMAS DAS PRINCESAS DA JUREMA

 A MESTRA MUITO AFAMADA PELO SEU PODER, E GLORIA DENTRO DA JUREMA
 Mestra Paulina filha de ciganos, que sua família morreu no caminho antes de desembarcar no porto no bairro Jaraguá (O Porto de Jaraguá impulsionou o crescimento da Cidade que tornou-se Vila em 1815, e Capital da Província de Alagoas em 1839.)
 Aonde os primeiros grupos de ciganos veio tentar a sorte no novo continente, muitos não chega ao seu destino, doença fome, sede, frio dentro dos navios.
 
 A menina cigana foi vendida para uma Dona de Prostíbulo, que morava no Bairro Vergel, já que tentava a vida também no porto vendendo frutas e para ganhar mais um pouco, entre as arvores durante a coleta, pois queria a sua liberdade, Mais Paulina não perdeu o contato com a sua tribo cigana.
 Esta senhora costumava dizer-lhe que ela havia sido deixada ali por uma cigana que esteve de passagem pela cidade, não havendo nenhuma referência de seu pai.
 Talvez pelo fato desta menção, Paulina desde muito cedo se interessou pelo místico, pelo espiritual, aprendendo a colocar cartas e sendo depois, reconhecida como boa feiticeira, estando a sua história repleta de ligação com o povo cigano, apesar de que não haja nada que o prove, mais quem conhece Paulina vê que ela tem o seu mistérios místico cigano.
 Os nomes dos locais eram dados de acordo com as ações e pessoas que ali existiam, a Aldeia do Índio, por exemplo, surgiu com esse nome porque havia índios no local.
 Já a Grota do Cigano, (que passou a se chamar depois de Bairro do Jacinto) deve-se a existência de um grupo de ciganos que, vindo de São Luiz do Quitunde, (O povoado de São Luís do Quitunde foi originado de uma pequena aldeia indígena, descoberta em 1624 pelo holândes Albert Sourth.
 Os holandeses, quando estiveram em São Luís do Quitunde, ergueram um forte à margem do Rio Sauassuí (atual Rio Paripueira) e ainda um canal revestido de ladrilhos, para escoar a madeira.)
O Jacintinha, não passava de um imenso sítio com predominância da Mata Atlântica, e, em alguns trechos, pequenas casas de moradores. O nome é uma alusão ao rico proprietário Jacinto Athayde, descendente de portugueses, que construiu seu casarão no Poço (ainda hoje preservado) e a ladeira de pedra que dava acesso ao sítio.
Já na década de 50, atraídos pelas possibilidades de emprego na capital, foram aparecendo os primeiros modos do novo bairro, que surgia com o nome de Jacintinho. A madeira da mata acabou sendo usada para construção de casas.
A figura de paulina na terra de Maceió na época e ligada à bela moça do cais do Porto de Jaraguá com a cesta de frutas.
E como ainda era menina, se prostituiria por trocados e escondia de sua tutora Dona Zefa 6 dedos, mestra esquerdeira, que quando descobria que as suas menina escondia dinheiro, batia e maltratava, sendo a sua protegida era Jovina, e Jovina entregava por maldade as companheiras, e a sua protetora era paulina por isso que ganhou o título de protetora das mulheres.
Cansada do trato abusivo recebido pela “senhora” (Zefa 6 Dedos, também mestra do catimbó e dona do prostíbulo), Paulina foge (literalmente) para Recife, que neste então era o centro financeiro da região, achando que ali teria melhor vida, instalando-se, como não podia ser diferente no Cais do Apolo / Rua da Guia, centro de prostituição, neste então, em pleno apogeu dado enorme fluxo de entrada e saída de barcos, pela condição da cidade nesta época de capital industrial e econômica da região.
 Paulina antes de fugir para Recife ganhou muito dinheiro no cais e nas boates, e a primeira caravana de retirantes para recife La foi ela no meio de homens que ia se alistar na marinha para e a procura de novos rumos, tal como o Zé da Proa, que se tornou mais tarde boêmio pelas ruas.
Paulina com o dinheiro escondido comprou a sua casa de função e nos fundos a sua magia e na grota dos ciganos os índios remanescente a jurememou.
 
Lembremos das Mestras Paulina e Jovina, inimigas desde as “bandas de Maceió”, Onde uma mestra esta a outra não vem e se chegar e só demanda.
Paulina, apesar da maturidade que transmite em seus diálogos, talvez adquirido por sua larguíssima trajetória dentro da Jurema, morreu bastante jovem.
 
 “Paulina morreu ainda bastante jovem, vitimada por uma série de peixeiradas (facadas) que lhes foram dadas pela mulher de um dos muitos amantes que teve, enquanto estava em um dos “locais de diversão” de mesmo Cais do Apolo.”
 A Presença da Mestra Paulina nas salas de jurema, e de uma mulher conselheira, que sabe a hora de se levantar e cantar e encantar os que ali foi para pedir os seus bons conselhos e ajuda, mestra paulina e uma mestre de amor, e de causas impossíveis, e uma boa mestra e uma grande madrinha para com os seus discípulos luta por eles sempre. 
E consagrada uma Princesa dentro da Jurema sagrada Princesa do Cruzeiro de Luz.
 Cruzeiro mestre Divino,  No trono estais sentadas, Eu to chamando eu to Paulina da Rede rasgada.
(Mestre Juremeiro Neto)

Cigana Esmeralda

A cigana Esmeralda é de uma benevolência profunda, protege as pessoas que fazem trabalhos voluntários e que são voltadas para a caridade.

Sempre pronta a ajudar aqueles que são excluídos e oprimidos na sociedade.
Seus médiuns são pessoas muito especiais, que devem seguir o caminho da caridade, evitando à todo custo a ganância e a frivolidade.
Esmeralda recebeu esse nome devido à riqueza que sua gestação significou para seus pais e à sua beleza.
Trabalha com velas verdes, ervas, pedras verdes, maçãs verdes, uvas verdes, peras,  incensos, água, vinho branco e rosas brancas.
Recebe suas oferendas em bosques ou parques bem cuidados.
Sua magia é muito voltada para a saúde.
Protetora da fartura de alimentos, é feiticeira de comida, das que fazem feitiços que são comidos, para vários tipos de objetivos.
Esmeralda é natural de Évora, em Portugal.
Viajou por toda Europa, aprendendo pratos e aperfeiçoando suas magias.
As magias de Esmeralda são douradouras e quando chega geralmente tem banquetes, por sua vez é ela mesma quem faz.
É eximia usuaria de tachos (panelas de cobre) e facas, com as quais destricha, corta e cozinha.
Para ela é indisponivel a colher de pau e a faca aflatada com bainha, que carrega em sua bolsa para caso de necessidade.
É festeira, risonha, matrona, mandona e não aceita NÃO como resposta. Grande doceira da magia cigana, é perigosa e deve ser tratada com muito amor e cuidado.
 
 
MAGIA DE CIGANA ESMERALDA PARA PROSPERIDADE E FARTURA
Faça um Pote para que não falta nada em sua casa.
Uma bomboneira pequena e coloque dentro um pouco de cada deste grão e sementes.
Ervilha, lentilha, Arroz com casca, Amendoim, Grão-de-bico e trigo em grão.
Coloque por cima três moedas atuais, com o valor variado para cima, e um quartzo-citrino no meio delas.
Deixe energizando por três dias na luz da Lua Crescente, e peça aos grãos que apresentem sua força magica, para que nada lhe falte ao seu lar.
Ponha em um móvel em lugar alto, como se fosse um bebelô.
Assim fazendo esteja certo (a) de que nunca faltarão alimentos no seu lar.

 

Previous Older Entries

Orixás e entidades da Umbanda e do Candomblé.

O conhecimento da religião dos Orixás, mostrando lendas, curiosidades e mistérios da nossa religião.

Freshly Pressed: Editors' Picks

Just another Wordpress.com weblog

real ultimate waffe (.net)

FACT: mdawaffes are mammals

Umbanda de Caboclos, Boiadeiros, Pretos Velhos, Marinheiros e todo o seu mistério

O conhecimento da religião dos Orixás, mostrando lendas, curiosidades e mistérios da nossa religião.

Ciganos, suas origens e seus mistérios.

O conhecimento da religião dos Orixás, mostrando lendas, curiosidades e mistérios da nossa religião.

Mestre Zé Pilintra

O conhecimento da religião dos Orixás, mostrando lendas, curiosidades e mistérios da nossa religião.

Rainha Maria Padilha, Exús e Pombo Giras

O conhecimento da religião dos Orixás, mostrando lendas, curiosidades e mistérios da nossa religião.

Lendas, Mistérios e Curiosidades da Religião Afro

O conhecimento da religião dos Orixás, mostrando lendas, curiosidades e mistérios da nossa religião.

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 338 outros seguidores

%d bloggers like this: